materia-destaque

Uma cidade, mais de mil orgulhos!

 

A cidade de Blumenau que, hoje, reúne mais de 348 mil habitantes, ficou famosa por sediar a segunda maior festa alemã do mundo, e com isso tornou-se o principal destino turístico de Santa Catarina no mês de outubro. Além do turismo, muitos outros atributos chamam a atenção e enchem de orgulho o coração do blumenauense.

Um exemplo disso é a sua participação entre as melhores cidades do país para se viver, como apontou a pesquisa do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, realizada em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que classificou as 20 cidades grandes do país mais bem preparadas para se envelhecer. Blumenau ocupa a 11ª posição desta lista. Além de apresentar a maior expectativa de vida entre as cidades consideradas grandes que o estudo analisou, e de obter baixa taxa de homicídios, ficando entre as menos violentas do Brasil.

Outro dado enche de orgulho quem escolheu Blumenau para viver: a cidade reúne nove das 500 maiores empresas da região Sul do país, conforme pesquisa divulgada pela Revista Amanhã e PwC Brasil.

São elas: Cia. Hering (Têxtil e Confecções), Cremer S/A (Saúde), Senior Sistemas Ltda (Informática e Automação), S/A Gráfica e Editora (Comunicação, Edit. e Gráfica), Top Car Veículos S/A (Comércio - Atacado e Varejo), Premier Veículos S/A (Comércio - Atacado e Varejo), Electro Aço Altona S/A (Metalurgia), DBR Com. de Artigos do Vestuário S/A (Comércio - Atacado e Varejo) e Companhia Hemmer (Alimentos e Bebidas). O estudo avalia diversos indicadores de desempenho financeiro das empresas, entre eles, o Valor Ponderado de Grandeza (VPG), Patrimônio líquido e Receita líquida.

Em 2017, Blumenau ocupou lugar de destaque também em outro levantamento. Segundo o Índice de Cidades Empreendedoras (ICE), elaborado pela Endeavor Brasil, a cidade está entre as melhores do país para abrir novos negócios. Ela ocupa a 11ª posição na relação. O estudo analisa o ecossistema de negócios das principais cidades brasileiras por meio da análise do ambiente regulatório, da infraestrutura, do mercado, do acesso a capital, da inovação, de recursos humanos e da cultura empreendedora. Em 2017 foram coletadas informações em 32 cidades de 22 Estados do país.